31 de dezembro de 2009

Feliz 2010!

Antes de sair resolvi gravar um singelo video (na minha webcam mesmo) de feliz 2010.

Então, estão aqui os meus votos! ;)

Letras 42


"Que a inspiração chegue não depende de mim. A única coisa que posso fazer é garantir que ela me encontre trabalhando."
Pablo Picasso

"Deus concede-me a serenidade
Para aceitar as coisas que não posso mudar;
A coragem para mudar as coisas que posso;
E a sabedoria para saber a diferença".
Dr.Reinhold Niebuhar

"Conhece-te a ti mesmo" 
Sócrates (469–399 a.C)


"Torna-te quem tu és".
Friedrich Nietzsche (1844-1900)

"Rir muito e com freqüência; ganhar o respeito de pessoas inteligentes e o afeto das crianças; merecer a consideração de críticos honestos e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza, encontrar o melhor nos outros; deixar o mundo um pouco melhor, seja por uma saudável criança, um canteiro de jardim ou uma redimida condição social; saber que ao menos uma vida respirou mais fácil porque você viveu. Isso é ter tido sucesso.
Ralph Waldo Emerson

Cool Things 39

http://www.condormusic.com.br/

e

http://www.condormusic.com.br/endorses/411

29 de dezembro de 2009

Não entendo mais nada...

Ok, acabei de ter acesso a dois dos maiores fenômenos de vendas da atualidade e estou desapontadíssimo com os dois. Gostaria de estar com tempo livre  para escrever mais sobre o assunto mas terei que ser, até certo ponto, sucinto.




O primeiro foi o livro A Cabana. Não consigo entender como um livro comum, ordinário, mediano como esses pode ser esse fenômeno de vendas. Talvez seja pelo mesmo motivo que o "É o tchan" o foi ou, mais recentemente, o Calypso, só que em forma literária, o que torna tudo mais confuso em minha cabeça. Sei que a maioria das pessoas está perdida e procurando algo a que se agarrar, em que acreditar, e por isso, livros com um certo teor de auto-ajuda ou que se propõem dar algumas explicações sobre o divino ou o sobre-natural são sempre um prato cheio. A forma de ver e entender a divindade do autor é até fofa e bonita , mas o livro em si é um saco. Começa  bem mas depois descamba pra uma catequese sem fim e, o que é pior, no meio do livro já presume-se como ele vai acabar. Fiz força pra terminar de ler só porque não gosto de largar nada pela metade. Mesmo correndo o risco de soar prepotente, acho que o problema da maioria das pessoas,  é a falta de referência . Acho difícil que alguém que tenha um mínimo conhecimento literário, possa realmente achar este um excelente livro. (Estou falando como livro e não da possível empatia que pode haver entre o leitor e a história por motivos pessoais, crenças etc, etc, etc) A questão da falta de referência me leva ao outro tópico.




O novo fenômeno adolescente trata-se da trilogia Crepúsculo, Lua Nova e Eclipse. Lua Nova está em cartaz e como é uma continuação do Crepúsculo resolvi, contrariando todos os conselhos de pessoas sensatas, alugar e assistir o mesmo. Na boa? Não dá. Será que eu tô ficando louco? Adoro cinema e gosto muito de filmes de vampiros. Para citar alguns que valem à pena, por uma razão ou outra, serem assistidos segue uma breve lista do que me lembro agora:

O Drácula de Bram Stoker
Lost Boys (Os Garotos Perdidos)
Entrevista com Vampiro
Underworld (Anjos da noite)
Anjos da noite - A Evolução
Anjos da noite - A Rebelião

Até o Blade, que considero fraco é bem melhor que o Crepúsculo. Os personagens são péssimos (totalmente "emos") a interpretação na maioria das vezes sofrível,  e é tudo MUITO politicamente correto! Tudo o que não pode ser uma história de vampiro. Não se fazem mais vampiros como antigamente... :( Rs...

Dica pros fãs da saga, independente de mudarem de opinião ou não: Corram até a locadora mais próxima e aluguem pelo menos os filmes citados acima. Só pra começar. Depois assistam novamente ao seu novo filme predileto e se continuarem com uma boa impressão eu paro de encher o saco. Só não deixem de lado a boa e velha referência. Beber em fontes mais antigas não é a única forma de desenvolver o seu poder de análise, mas que ajuda um bocado ajuda. E pelo menos você vai ter bagagem e propriedade pra defender seu ponto de vista. Algo além de achar os vampiros bonitos ou a história de uma amor impossível entre um vampiro e uma humana cativante... ;)

Beijos e abraços!

24 de dezembro de 2009

Ho Ho Ho!!!

Tocado pelo espírito natalino resolvi há um mês fazer um pedido de duas novas MB-1s de presente de Natal para mim. Meus parceiros da Tagima, através do William, foram como sempre muito atenciosos e atenderam a todos os detalhes solicitados por alguém tão chato e detalhista como eu.

Antes das guitarras chegarem o William resolveu tornar minha espera ainda mais desesperadora me enviando fotos das crianças já prontas. Elas ficaram lindas e agora sei que também ficaram maravilhosas. Verdadeiras obras de arte. Espero que gostem.









Feliz Natal!

Este ano o meu fim de ano está sendo tão corrido que não consegui tempo nem de fazer o meu tradicional cartão de fim de ano que costumo postar aqui e enviar a amigos queridos e parceiros. Isto não significa que não pensei nisso todos os dias e que não desejo a cada um de vocês um Natal especial, cheio de amor, felicidade e comida boa, claro. (Regada a vinho ou espumante, de preferência).

Quero aproveitar para agradecer os presentes que recebi nos últimos shows ou pelo correio. Neste último mês, quase em todos os shows alguém me levou uma lembrancinha de fim de ano e não consigo deixar me sentir tocado por tamanha gentileza, pois algumas dessas pessoas eu mal conheço. É uma sensação muito boa saber que de alguma forma faço parte, mesmo que minimamente, da vida destas pessoas e saber que através da música, do meu trabalho ou das coisas que escrevo conseguimos criar uma empatia tão legal. Isto é muito, muito, muito gratificante mesmo! Meu muito obrigado a todos!

Ainda farei outro post sobre fim de ano e Reveillon, portanto, vamos nos ater ao Natal neste, ok?

Devido à grande quantidade de aulas, shows e a um projeto que iniciei no final de semana passado não tive tempo de comprar presentes de Natal para meus amigos e entes queridos. Tô saindo agora, as 17:30 pra fazer isso e espero que dê tempo.

O GTR, minha escola de música, fecha do dia 22 de dezembro ao dia 4 de janeiro e o meu projeto mencionado acima trata-se de uma grande reforma no mesmo. Há alguns anos, meu amigo Serj Buss me indicou a sua arquiteta para fazer um projeto completo para o GTR. Eu trouxe a Vivi para Brasília e ela em pouco tempo fez um projeto maravilhoso com todo e detalhamento possível. Na época, por falta de tempo e de dinheiro, optei por realizar uma parte do projeto e agora, mais ou menos 4 anos depois, tive tempo, disposição, recursos financeiros e coragem de termina-lo. O problema é que a obra é meio grande e o tempo muito curto. A equipe que contratei está virando todas as noite desde sexta feira pra terminar tudo à tempo. Eles trabalham literalmente dia e noite sem nunca fechar o GTR. Consequentemente, eu também... Rs Hoje, por causa do Natal o trabalho foi até as 16 horas e amanhã também não haverá reforma. A partir de sábado começa tudo de novo. É um trabalhão, mas tenho certeza que vai valer à pena.

Bom, nesse meio tempo arrumei um tempinho para escrever essas mal traçadas linhas pra vocês agradecendo à todos pelo carinho e desejando que neste Natal, possamos limpar nossos corações de todas as amarguras e decepções do ano. Que o espírito natalino chegue à casa de cada um só com coisas boas, como sempre deve ser. ;)

Beijos, abraços e um feliz Natal!

21 de dezembro de 2009

Fotos do Tributo à DT

Quem quiser conferir algumas fotos do Tributo que fizemos na semana passada segue o link para o Flickr da talentosa Ândrea Possamai.

Abraços!


19 de dezembro de 2009

: /

...

15 de dezembro de 2009

Tributo à DT nesta quinta!

Conto com a presença de vocês heim!


...


13 de dezembro de 2009

Folder Orange



Este é o novo folder de divulgação dos amplificadores Orange no Brasil. ;)


11 de dezembro de 2009

Letras 41

"Who looks outside, dreams; who looks inside, awakes"

Carl Jung

8 de dezembro de 2009

Work!

Semana com cinco shows. Will I survive?

;)

4 de dezembro de 2009

Especiais de fim de ano!

Nas duas próximas quintas teremos shows especiais!  Vejo vocês lá ok?




 

3 de dezembro de 2009

Parabéns Rodrigão!

Graças a muito trabalho sério e talento não é novidade alunos e/ou professores do GTR ganharem prêmios em concursos de música. Isso aconteceu em diversos concursos como Tagima, NIG, Michael, EM&T, Souza Lima, dentre outros muitas vezes alcançando a colocação de primeiro lugar. Nomes de ex-alunos e atuais professores como Lucas Fagundes, Bruno Albuquerque, Ian Lucena e Dimas Andrade comumente figuram entre os primeiros lugares desse tipo de competição. Fico muito feliz de humildemente ter colaborado com a formação musical de cada um deles e mais feliz ainda de apresentar um novo talento.

Meu ex-aluno e atual professor do GTR Rodrigo Fernandes  acaba de ganhar o concurso da Musical Express (D´Addario) Aula Vip com Kiko Loureiro. Conheço o Rodrigo desde o comecinho e além de muito talentoso é um menino puro, sem maldade nenhuma no coração alguém que REALMENTE faz por merecer um lugar ao sol. Sei que esta é apenas uma das muitas conquistas que ainda estão por vir mas não deixo de vibrar e curtir com ele este momento. Eu e todos da família GTR. ;)

Parabéns Rodrigo, você merece!

http://www.musical-express.com.br/br/promo/

30 de novembro de 2009

Aulas de Guitarra com MB sem sair de casa!

Tem vontade de estudar comigo mas mora longe? Tenho novidades:

Agora você pode estudar com Marcelo Barbosa de qualquer lugar do Brasil ou do mundo

Os assuntos abordados são de livre escolha do aluno, podendo passar por Teoria Musical, Composição, Produção, Técnica, Arranjo, Composição
etc...

Presenciais, Online ou À distância.

a) Presenciais

Curso regular de guitarra, ministrado em aulas individuais no GTR Instituto de Guitarra, em Brasília- DF.
Para maiores informações consulte www.gtr.com.br ou ligue 61 3245 7150.

b) Online

Faça aulas diretamente com Marcelo Barbosa de qualquer lugar do Brasil ou do mundo pela internet através do Skype ou do Msn.

Pré requisitos:
Computador com conexão banda larga, web cam com microfone embutido ou um microfone externo.


1- Mande um email para online.marcelobarbosa@gmail.com. para que possamos marcar um horário para fazer um teste e ver se tudo funciona corretamente para a aula.

2- As lições devem ser pré pagas através de depósito bancário para alunos brasileiros e PayPal para alunos residentes fora do Brasil.

3- Os valores são: R$75 para uma aula de cinquenta minutos de duração ou R$250 para quatro aulas de cinquenta minutos.

4- Os horários das aulas são marcados de acordo com a disponibilidade do professor e do aluno e as aulas pagas não expiram.

Aproveite esta oportunidade!


c) Curso à distância

Receba em casa apostilas e CDs explicativos com audio e video das aulas.
Maiores informações:

http://www.gtr.com.br/gtr/curso_online.asp

29 de novembro de 2009

Pássaros nos fios, mente nas nuvens.

A minha prima Keyle me mostrou e eu adorei. Simplesmente maravilhosas, sublimes tanto a idéia, quanto a execução da mesma.

Espero que gostem.



TEDxSP 2009 - Jarbas Agnelli from TEDxSP on Vimeo.

?



Terminei de ler a biografia do Slash há algum tempo mas precisava esperar para postar algo a respeito. Não pela biografia em si, que afinal de contas, é de fácil leitura e bem divertida. O fato é que durante a leitura da mesma e depois de seu término, alguns questionamentos surgiram em minha mente.

Tentando ser sucinto, achei incrível que uma banda como o G'NR que tinha TUDO pra dar errado desde o início, possa ter tido tamanho sucesso. A probabilidade de todos MORREREM, serem presos (por um longo período de tempo) ou mesmo da banda acabar antes de alcaçarem o sucesso era infinitamente maior do que a de dar certo. Não por falta de talento ou de um bom produto e sim pela mentalidade, comportamento e personalidade de cada membro da banda. Ok... Aqui chega no ponto em que me pego em devaneios pensando se realmente algumas coisas têm que acontecer. Se existem realmente pessoas predestinadas ao sucesso ou, de maneira mais ampla, se existe destino.

Não gosto de pensar que existem coisas já programadas ou escritas antes de nossas decisões ou atitudes. Tenho um certo pânico de tirar de minhas mãos a responsabilidade das conquistas e também dos fracassos. Me sentiria impotente se o fizesse, além de me fazer pensar que, se algumas coisas (ou todas) já estão escritas, como saber pelo que vale a pena lutar? Trabalhar? 

De qualquer forma, a leitura do livro me deu a impressão de que, ao menos para o Slash, as coisas foram acontecendo sem nem mesmo ele saber como direito (Até pq passava a maior parte do tempo chapadíssimo). Uma espécie de escolhido, predestinado... tipo um Neo do Rock'n Roll. O que mais intriga é que apesar do esforço, dos ensaios, e dos apertos, quantos outros não devem ter feito o mesmo ou mais a procura de um lugar ao sol... Principalmente em LA e na época em que tudo aconteceu...

Por que eles? Porque aqueles cinco especificamente? A resposta mais pertinente seria, obviamente, por causa do amálgama resultante da união daqueles cinco músicos que acabou gerando um estilo de música que na época não era comum e que foi amplamente aceito, quando exposto ao grande público através da mídia. Ok. Mas é claro que esse amálgama musical, não foi algo pensado. Foi natural, simplesmente aconteceu, o que nos leva de volta ao acaso, à loteria e mais uma vez tira a responsabilidade das mãos de quem realiza.

Não cheguei ainda a nenhuma conclusão clara sobre isso. Talvez o post esteja inclusive muito confuso. O fato é que, na dúvida, ao menos por enquanto, resolvi continuar não acreditando muito do destino. Pelo menos assim continuo motivado a produzir e a trabalhar e a essa altura do campeonato já sei que mal não vai fazer... ;)

Abraços!

26 de novembro de 2009

Entrevista Zero10

Confira a nossa entrevista realizada para a TV web do Jornal de Brasília:

http://www.jornalalobrasilia.com.br/tv/

23 de novembro de 2009

Letras 40

"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesmo compreendo, pois estou longe de ser uma pessoa; sou antes um exaltado, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!"

Adaptado ao gênero masculino... rs

13 de novembro de 2009

Letras 39

"Tudo que eu não invento é falso" (Manuel de Barros)

10 de novembro de 2009

Mais video!

Adoro esse solo. Produzi o playback e gravei  há algumas semanas mas só tive tempo pra editar os videos ontem à noite (ou de madrugada, sei lá). Ainda não sei porque, minha camera é uma Sony DCR-SR85, que teoricamente é honesta, mas a imagem sempre fica mais ou menos. Não sei se é por causa da luz de gravação ou se é algo na configuração mas sempre fica meio granulado. Se alguém sacar disso e puder me ajudar eu agradeço.

Acho muito difícil sincronizar o video com um audio gravado direto no Nuendo. Sempre dá a impressão de ficar um pouquinho fora e chega um ponto que se chegar pra frente fica depois e se chegar pra trás antes. Parece que não há a opção perfeita e sim a menos pior. Tá aí mais uma pergunta pros especialistas de plantão... Bom, chega de propaganda negativa para o meu próprio video né? Rs...

Quanto ao video, já disse que sou um grande fã do Michael Jackson e, como guitarrista, nem preciso falar o quanto sempre admirei o Van Halen. Nada como os dois na mesma canção. :) Aprendi esse solo na minha adolescencia, com uma trancrição xerocada de um amigo. Ele havia estudado no exterior e trouxe a partitura que havia saido em uma revista especializada de lá. Depois de alguns anos, fui toca-lo novamente e vi que haviam algumas coisas erradas na transcrição. Optei por colocar os ouvidos pra funcionar e essa foi a versão mais próxima da original que cheguei. Espero que curtam!

Abraços!


7 de novembro de 2009

Guitarosofia 11

Zero10 no Twitter!

Sigam-nos os bons! ;)


http://twitter.com/bandazero10

4 de novembro de 2009

Trilha Sonora



Hole Hearted
(Extreme)

Life's ambition occupies my time
Priorities confuse the mind
Happiness one step behind
This inner peace I've yet to find

Rivers flow into the sea
Yet even the sea is not so full of me
If I'm not blind why can't I see
That a circle can't fit
Where a square should be

There's a hole in my heart
That can only be filled by you
And this hole in my heart
Can't be filled with the things I do

Hole hearted
Hole hearted

This heart of stone is where I hide
These feet of clay kept warm inside
Day by day less satisfied
Not fade away before I die

Rivers flow into the sea
Yet even the sea is not so full of me
If I'm not blind why can't I see
That a circle can't fit
Where a square should be

There's a hole in my heart
That can only be filled by you
And this hole in my heart
Can't be filled with the things I do
There's a hole in my heart
That can only be filled by you
Should have known from the start
I'd fall short with the things I do

Hole hearted
Hole hearted
Hole hearted
Hole hearted

3 de novembro de 2009

GTR no Terraço Shopping!

O GTR acaba de fechar uma parceria com o Terraço Shopping para todo o mês de novembro. A entrada é franca e as atrações são demais! Conto com a presença de vocês ok?


2 de novembro de 2009

Cool Things 38

Comunidade Guitarosofia no Orkut. Participe!

GUITAROSOFIA

1 de novembro de 2009

Guitarosofia 10!

30 de outubro de 2009

Nova Parceria

Fala galera! Novidade:

Sou o mais novo endorsee dos bags Condor.

Eles são fabricados pela iGig e sao simplesmente os melhores e mais bonitos bags que já tive. Quem ainda não conhece recomendo. Quem quiser saber mais sobre os produtos segue o link?

http://www.flyigig.com/


Letras 38

“Muitas das grandes realizações do mundo foram feitas por homens cansados e desanimados que continuaram trabalhando”.

23 de outubro de 2009

Guitarosofia 9. Confira!

16 de outubro de 2009

Entrevista ao vivo

Entrevista comigo ao vivo hoje na Transaméria Brasília, às 17:30. Sintonizem 100.1.

New Zero10

A banda Zero10 passou recentemente por um período de renovação. Trocamos a poucos meses de baterista, um processo sempre traumático para qualquer banda, ainda mais quando o componente que sai é um amigo e parceiro de música há mais de uma década, como era o caso. A saída do Cabelo, baterista de quem sempre fui fã, acabou sendo um daqueles males que vêm para o bem, como constantemente acontece com quem consegue enxergar com profundidade os momentos, ações e oportunidades que surgem a cada mudança. Dentre alguns pretendentes ao cargo, indiquei um camarada com quem trabalhei algum tempo atrás. Na época, o Gafanha (apelido do apelido, que é Gafanhoto...rs) tocava em outra banda e eu fui contratado por eles pra fazer a proddução do CD deles. Quando precisei de um baterista novo, que cantasse, fosse talentoso,tocasse bem e tivesse uma certa experiência com banda, dentre alguns nomes me veio o dele à mente. Depois de conversas e sons com ele e outros decidimos que ele seria, ao menos inicialmente, a melhor opção. Esta decisão, sem dúvida, foi acertada. Isto está se comprovando a cada apresentação, e não são poucas... Garoto novo, cheio de vontade de tocar e com uma energia super boa.

Com isso, tornou-se urgente algumas atualizações e acabei convencendo a banda de mudar logo tudo. Em breve estaremos com novo site, nova logo, Myspace, Twitter, Youtube, fotos, músicas e muito mais. Enfim, uma mudança em toda a identidade visual da banda, já que já temos mais de uma década fazendo este trabalho. (É... tô ficando velho... rs)

Fiquem atentos!

Como as fotos já foram feitas adianto um momento de descontração e homosexualismo durante as sessões:


Guitarosofia 08 já disponível!

Letras 37

Recebi hoje um email delicioso da minha amiga Iza que disse ter lembrado de mim enquanto lia Rubens Alves. O maravilhoso trecho transcrito em seu email era este aqui:

"A vida é feita de perdas. Fiquei comovido, dias atrás, vendo fotos dos meus filhos quando eles eram meninos. Aquele tempo passou. Aquela alegria mergulhou no rio do tempo. Não volta mais. Há, assim, um trágico que não está ligado a "eventos trágicos". Está ligado à realidade da própria vida. Tudo o que amamos, tudo o que é belo, passa. Mas é precisamente desse sentimento que surge uma coisa maravihosa, motivo de riqueza espiritual: a arte. Os artistas são feiticeiros que tentam paralisar o crepúsculo. Eternizar o efêmero. Todas as vezes que ouço aquela música ou leio aquele poema, o passado ressuscita. A beleza da arte nasce da tristeza. Se não houvesse tristeza, não haveria arte. Diz o Jobim: "Assim como o poeta só é grande se sofrer..." Certo. Sem tristeza não haveria Cecília, Adélia, Pessoa, Chico, Beethoven, Chopin. A obra de arte ou é para exprimir ou para curar o sofrimento".

Obrigado pelo email Iza. Bom demais! ;)

14 de outubro de 2009

Letras 36

Copiei do Gtalk de uma amiga:

"Elimine a causa que o efeito cessa"

That's true baby! E poderia muito bem ter sido escrita por mim... rs ;)

Cool Things 37

Churrasco + feriado + amigos de longas datas.

Remédio pra alma....

13 de outubro de 2009

Diário da Expo IV

Meu primeiro compromisso no domingo era somente às 15:15 o que me deu tempo de almoçar com calma desta vez. Felizmente, em um dos poucos stands que vendiam comida de verdade (os outros basicamente vendiam sanduiches e afins) encontrei por acaso vários amigos e almoçamos todos juntos. Conversamos muito sobre um possível projeto para um grande show no Rio de Janeiro ainda este ano, mas vai depender de alguns ajustes pra realmente acontecer.

Mais tarde, mais uma vez Frank Solari deu uma canja em meu workshop na Orange e para a minha surpresa no final de nossa apresentação a galera do marketing me perguntou: - Marcelo, você está com algum endorsee oficial de bags? Respondi que não e o meu parceiro sacou de seu estoque um bag maneiríssimo da Condor que eu já estava de olho há um certo tempo. O produto é demais e já estou usando direto.

Nesta altura do campeonato eu já estava morto de cansaso e ainda faltava o meu último workshop, na Tagima, marcado pras 18:15. O detalhe é que meu vôo saía de SP pra Brasília às 20:40 hs e eu deveria estar no aeroporto aproximadamente uma hora antes. Antes de ir pro aeroporto ainda precisava passar para pegar a minha bagagem. Graças a Deus, o horário na Tagima estava super pontual e consegui começar o work exatamente no horário previsto, terminando próximo das 19:00 hs. Corri para a saída do pavilhão sem olhar para os lados com um certo medo de ser mal interpretado por algumas pessoas que pediam pra tirar uma foto comigo ou que eu autografasse algum CD. Naquele momento REALMENTE não dava. Cheguei no aeroporto à tempo de embarcar e pousei em Brasília perto de meia noite.

Sem dúvida, esta foi a melhor Expomusic dos últimos anos para mim. Tenho certeza que muito das idéias ali plantadas e discutidas darão excelentes frutos.

Na terça voei novamente, desta vez para os EUA para uma semana de férias com minha família. Acho que tava merecendo né? rs...

9 de outubro de 2009

Diário da Expo 2009 III

No sábado acordei aproximadamente ás 9:30 da manhã. A essa altura do campeonado, depois de mais da metade da feira já ter passado, todo mundo já se encontra BEM cansado. De qualquer forma eu estava motivado pra mais um dia de trabalho e antes disso precisava fazer as tais fotos para a Santo Angelo. Peguei um taxi e segui para o estúdio que era no Belém. O mesmo era na casa de uma parceira de trabalho da fotógrafa e todas foram muito gentis e atenciosas comigo. Começamos um pouco atrasados e particularmente no sábado meu primeiro compromisso era mais cedo, às 13:45. Foi bem corrido mas acho que os resultados foram interessantes. Consegui chegar a tempo para o primeiro workshop, claro, mais uma vez sem almoçar. Recebi uma proposta de endorsee de uma marca de violões americana que me pareceu bem interessante. De qualquer forma ficamos de acertar detalhes do contrato, caso ele realmente se consolide, depois da feira.

Alguns de vocês já devem ter notado que sou um grande apreciador da boa mesa. Meu parceiro de banda Felipe Andreoli desfruta do mesmo sentimento com relação a comer bem e sempre que estamos juntos, em qualquer cidade, estamos sempre arrumando algum jeito de fazer isso. Há algum tempo ele havia comentado que tinha conhecido, juntamente com sua noiva, um lugar maravilhoso pra comer carne em SP que era a minha cara, e que os dois me levariam lá na próxima oportunidade. A oportunidade que apareceu foi a Expo e deixamos marcado desde o dia que cheguei que no sábado visitaríamos o tal Varanda. O Marcelo Azevedo, aluno do GTR e meu grande parceiro de aventuras havia chegado para a sua primeira experiência na Expo e o convidei para ir comigo. O Felipe e a Dani me pegaram no hotel por volta das dez da noite e o Marcelo nos encontrou já no local. Mais uma vez o Felipe acertou em cheio. Lugar maravilhoso e comida melhor ainda. Pedimos três tipos de carnes diferentes e foi muito difícil chegar em um consenso de qual estava melhor. Cada uma tinha as suas particularidades... mas acredito que a picanha estava especial. Dividi uma garrafa de espumante com o Marcelo já que nem o Felipe nem a Dani bebem. Como sou fraco, foi o suficiente pra me deixar bebum (só de leve). De lá o Felipe nos deu uma carona pra casa do Sydnei Carvalho, onde encontramos vários outros amigos e ficamos algumas horas morrendo de rir de videos do Youtube. Cada um contribuia com as suas sugestões e alguns momentos realmente foram únicos. Ver dez machos caindo no chão e rolando pelas paredes de tanto rir não é uma experiência comum, mas sempre acontece durante essas feiras. Um dos melhores videos foi esse aqui:



Maravilhoso né? rs

Cheguei perto das duas no hotel e desmaiei. Domingo seria o último dia de feira e com certeza o mais agitado.

Continua...

8 de outubro de 2009

Guitarosofia 7

Na correria dos EUA  e Expo esqueci de avisar que já upei:

7 de outubro de 2009

Diário da Expo 2009 II

Cheguei hoje de manhã dos EUA cheio de bagagem em todos os sentidos... ;)

Voltemos ao diário da Expo...

O restante do dia transcorreu dentro da programação prevista. A grande surpresa ficou por conta do meu workshop na Condor, pela Orange. Convidei o Felipe e o Sydnei para uma canja e a apresentação foi demais. O stand quase veio a baixo. À noite fui jantar com grande parte do time de endorsees da NIG antes de ir para o hotel dormir. Estávamos eu, Sydnei Carvalho, Ricky Furlani, Alex Martinho, Felipe Andreoli, Ricardinho, Fabio Lessa e mais alguns amigos. Comemos uma bela de uma picanha e o sono não demorou a bater, até porque eu, o Alex e o Ricky dividimos duas garrafas de vinho tinto.

Meu colega de quarto, como de costume, foi o Felipe e como não poderia deixar de ser, conversamos um monte e demos boas risadas antes de dormir.

Na sexta feira a programação foi parecida. Desta vez, visitei o stand da Tagima com mais calma para bater um papo com meus parceiros e fiquei surpreso ao ver que dentre mais de 20 fotos que enviei para a arte do catálogo a escolhida foi essa aqui:



Sei que ela tem um apelo artístico interessante... Mas me surpreendeu a escolha. Ainda mais quando vi que além de estampar o catálogo ela também estava distribuida por várias partes do layout do stand. Dá pra saber que sou eu? Rs... Durante a tarde, encontrei com a Maila, aquela minha amiga dona do site Hard Blast
e conversamos bastante. Encontrei também o meu amigo Ricardo Varotto, visitante assíduo deste blog e grande parceiro de conversas filosóficas ... Desta vez, no workshop da Condor, chamei o Frank Solari para uma canja e foi bom demais. Tocamos dentre outras coisas, uma versão totalmente expontânea de Smoke on the Water, apenas nas duas guitarras. Uma grata surpresa. Houve também a canja de uma americano que trabalha para a Godin, uma super marca de instrumentos que a Condor importa. Improvisamos sobre algumas harmonias de blues e foi bem bacana. Aliás, sobre os workshops na Orange, me enviaram alguns videos. Segue um:



À noite fui convidado para um jantar oferecido pela Condor e a Maila acabou me fazendo companhia. O mesmo ocorreu em um restaurande de culinária mineira maravilhoso, localizado bem pertinho da Expo. Infelizamente não recordo o nome do mesmo. Lá encontrei vários brothers como Ozielzinho, Fred Andrade, Milton Guedes, Frank Solari e o próprio Carlos César, claro. O gringo da Godin estava lá e nos mostrou uma guitarra semi acustica maravilhosa da marca. Mesmo não sendo a minha praia, fiquei com uma puta vontade de ter uma daquelas... Nhamy. Depois do jantar fui direto para o hotel dormir. Já passava de meia noite e eu tinha uma sessão de fotos marcada para o dia seguinte pela manhã. A Santo Angelo, marca de cabos que me patrocina, resolveu agenda-la para aproveitar que eu me encontrava em SP e era o único horário possível, pois no domingo à noite eu já embarcaria de volta para a minha querida Brasília. Algumas boas horas de sono antes das fotos ajudariam a não parecer tão SINISTRO de cansado nas mesmas.... rs

Continua...

6 de outubro de 2009

Diário da Expo 2009 I

Ainda estou nos EUA, para onde vim praticamente direto da Expomusic. Como cheguei relativamente cedo no hotel hoje, resolvi começar a contar como foram minhas aventuras por terras paulistas este ano durante a Expomusic.

Há muito tempo a Expo não é nenhuma novidade para mim. Acho que esta é a oitava ou nona feira seguida da qual participo, mas é sempre um barato encontrar fãs, amigos, parceiros e colegas de profissão, muitos dos quais só tenho a oportunidade de ver durante este evento. Não lembro exatamente da minha agenda da feira do ano passado, que pelo fato de estamos lançando o Fragile Equality com o Almah foi bem puxada, mas acho que mesmo sem nenhum lançamento, a feira deste ano foi a mais cheia de compromissos da minha vida. Por causa de um show e de preparativos para a viagem para os EUA, optei por concentrar meus afazeres de quinta a domingo, ao contrário de chegar na terça para o TDT, como normalmente faço, Foram 16 compromissos oficiais durante a feira, o que me fez correr feito louco pelos corredores da mesma, quase sempre atrazado para o próximo evento. Este ano foi marcado também pela presença massiva de alunos e ex-alunos meus do GTR. Acredito ter encontrado ao menos uns 10 durante o evento. (Fotos em breve).

Comecemos pelo começo...

Quinta feira, peguei meu vôo às 11:40, juntamente com o meu parceiro Edu Falaschi, que estava hospedado em minha casa desde o Porão do Rock,ocorrido no final de semana anterior, onde tocou com o Angra. O avião pousou  aproximadamente às 13:20 em Guarulhos, deixando o tempo super apertado para eu estar no stand da NIG tocando às 14:30 com o meu parceiro Felipe Andreoli. Ainda no taxi, dirigindo-me ao Expocenter Norte, recebi uma chamada em meu celular, às 14 horas em ponto do meu amigo Sydnei Carvalho, que queria saber se eu chegaria a tempo ou não.  Depois de minha resposta afirmativa segui meu traslado torcendo pra não pegar muito trânsito. Cheguei ao Expocenter 14:15 e me dirigi ao stand da NIG chegando ao mesmo faltando apenas 5 minutos pra a hora marcada. Depois de um breve bate papo com alguns amigos iniciamos o nosso workshop. Para nossa surpresa,  a pequena sala da NIG estava lotada. Foi uma surpresa tanto pelo horário da apresentação, quanto pelo dia da mesma. Desde o ano passado, a quarta e a quinta feira são abertas apenas para lojistas e por este motivo, costumam ser bem mais vazias que o fim de semana. Tocamos algumas músicas de nossos projetos solo e algumas músicas do Almah também. Foi muito legal fazer este trampo com o Felipe novamente, que além de um puta músico é uma camarada de quem gosto bastante. O próximo workshop seria no mesmo local mas apenas às 17:30, o que me deu tempo para engolir alguma coisa e conversar com algumas pessoa

Durante o almoço o André Hernandez (Zaza), guitarrista do André Mattos, me fez companhia e conversamos muito sobre aulas, mercado, Metal, nossas bandas e outras coisas...


Continua...

21 de setembro de 2009

Cool Things 36



Está no ar o meu novo site.

Feito pelo meu semi-xará Carlos Barboza, que também cuidou do novo layout do meu Twitter e da minha página pessoal no Youtube  e também deste blog através do qual vos falo. O site conta com um visual totalmente  novo e em breve terá bastante material inédito também. Estarei aos poucos alimentando-o devido à uma certa urgência de outros projetos pessoais e profissionais.

Espero que gostem.

Abraços!

19 de setembro de 2009

Guitarosofia 6

18 de setembro de 2009

Update!

Só pra constar, a minha agenda da Expomusic, no post abaixo, já foi editada e conta agora com minhas principais participações durante a feira.

Abraços!

17 de setembro de 2009

Expomusic 2009 - Agenda MB COMPLETA

Estava postergando o momento de divulgar a minha agenda da Expomusic deste ano para faze-lo quando ela estivesse o mais completa possível.

Decidi chegar em SP apenas na quinta este ano e por isso terei que sacrificar minha apresentação no Tagima Dream Team e os workshops de quarta. O fato é que estou com muito trabalho aqui em Brasília, tanto na escola quanto com o Zero10 e, como na segunda após a Expo estarei embarcando para os EUA novamente, tenho que deixar tudo em ordem por aqui.

A Expomusic é a maior feira de música da América Latina e é sempre bom poder tocar e encontrar amigos e parceiros, alguns dos quais só vejo nesta ocasiao. Vejo vocês lá ok?


Expo Music 2009


Quinta, 24 às 14:30
Marcelo Barbosa e Felipe Andreoli
NIG

Quinta, 24 às 17:30
Workshop
Marcelo Barbosa e Felipe Andreoli
NIG

Quinta, 24 às 18:00
Workshop
Frank Solari (Elixir) e Marcelo Barbosa (Elixir)
Izzo (Elixir Strings)

Quinta, 24 às 19:10
Workshop
Condor (Orange Amps)

Sexta, 25 às 14:30
Workshop
Marcelo Barbosa e Felipe Andreoli
NIG

Sexta, 25 às 16:50
Workshop
Condor (Orange Amps)

Sexta, 25 às 17:30
Workshop
TAGIMA

Sexta, 25 às 18:00
Sessão de Autògrafos
Santo Angelo

Sexta, 25 às 19:00 Workshop
Marcelo Barbosa (Elixir),Klaus Ximenes (SG), 
e Rodrigo Oliveira (Vic Firth).
Izzo (Elixir Strings)

Sábado, 26 às 13:45
Workshop
Marcelo Barbosa e Felipe Andreoli
NIG

Sábado, 26 às 15:10
Workshop
Condor (Orange Amps)

Sábado, 26 às 18:00
Sessão de autógrafos
Santo Angelo

Domingo, 27 às 15:15
Workshop
Marcelo Barbosa e Felipe Andreoli
NIG

Domingo, 27 às 16:00
Sessão de autógrafos
Santo Angelo

Domingo, 27 às 16:50
Workshop
Condor (Orange Amps)

Domingo, 27 às 18:15
Workshop
TAGIMA

Cool Things 35

A partir deste final de semana, o VT do GTR estará em cartaz em algumas salas de cinema de Brasília, antes do filme começar. Temos escolhido principalmente filmes do Park Shopping então se forem ao cinema a partir dessa sexta fiquem de olho ok? Eu que não gosto nem um pouco de cinema, arrumei uma excelente desculpa pra conferir várias sessões de vários filmes diferentes... ;)

Abraços!

11 de setembro de 2009

Guitarosofia 5

Conforme prometido...



Espero que gostem.

10 de setembro de 2009

With a little help from my Friends...

Navegando na net me deparei com este vídeo que me deixou muito feliz. A intensidade e o controle com que o cara cantou o clássico dos Beatles me deixou realmente empolgado. Depois de assistir o video algumas vezes, lembrei que a versão por ele apresentada foi mais baseada no cover feito pelo Joe Cocker do que na original do quarteto inglês propriamente dita. Outro dia conversando com o Varotto, falávamos de como é incrível como algumas músicas sejam melhores interpretadas por outros artistas do que com os próprios autores. Sempre achei esta versão do Joe Cocker melhor, assim como a de Tina Tuner para Help, a do Hendrix para Like a rolling stone e All along the watchtower do Bob Dylan ou a do Kotzen para Shapes of things do mestre Jeff Beck. Poderia citar várias outras mas o ponto do post não é este, até porque por mais que a versão seja boa, acredito que se o original não tiver potencial não há remédio que dê jeito.

Espero que curtam os videos  e que os mesmos façam tão bem a vocês quanto fizeram pra mim. Esse tipo de coisa vive me lembrando porque escolhi ser músico. 

Abraços!



8 de setembro de 2009

Guitarosofia 4

Com o atraso de alguns poucos dias, segue o novo vídeo da série Guitarosofia. Tal atraso foi devido à uma modificação que eu pedi que fosse feita na hora de exportar o video. Parecia coisa simples mas levou um certo tempo. Reparem que agora ele ocupa a tela toda do Youtube, não deixando margens laterais, superiores ou inferiores, como antes. Além de poder ser assistido em HD.

Algumas pessoas haviam pedido lições mais simples, pra iniciantes ou simplesmente pra quem não é adepto das técnicas mais complexas. Este video é um dos que gravei nesta linha tentando atender também a este público.

Espero que gostem. Sexta feira tem mais.

7 de setembro de 2009

Home, sweet home...

Acabo de chegar de Santos depois de mais uma maratona de shows essa semana. Semana passada foram quatro, com um deles em Goiânia. Esta semana três, sendo o último em Santos, SP. Na realidade, eu tinha quatro marcados, mas, infelizmente, dois cairam no domingo e como não posso mandar um sub no Almah tive que faze-lo na festa de casamento de um grande parceiro, aqui em Brasília.

A privação de sono dos últimos dias não me permite, no momento, traças algumas linhas sobre as aventuras das últimas semanas, mas pretendo faze-lo em breve.

Agora, preciso repor um pouco do meu sono perdido. Abraços a todos e bom resto de feriado.

4 de setembro de 2009

Guitarosofia

Galera, o dia de postar os videos na sessão Guitarosofia é sexta feira. Infelizmente, o video que postei deu problema e o meu parceiro que edita e converte os videos para mim só poderá me enviar uma nova versão amanhã. Peço desculpas a quem estava esperando mas, se der tudo certo, amanhã o Guitarosofia 4 estará no ar ok?

Abraços a todos!

Temporada Zero10

Quem conhece Brasília e curte um com som ao vivo sabe que há quase cinco anos a Zero10 lota o UK Brasil, que fica na 411 Sul. O show já virou tradição e quem já foi sabe da qualidade do local e da música.

Desde a semana passada iniciamos uma temporada sem data prevista para terminar em outro local, desta vez às sextas. Segue a divulgação abaixo.

Então já sabem: sextas no Garota Carioca e sábados no UK Brasil.

 
P.S. Os shows, em ambos lugares, começam aproximadamente às 23 horas, mas a noite começa cedo. Cheguem antes, ok?
Abraços!

3 de setembro de 2009

News!

Confira o novo layout do meu Twitter oficial. Quem não estiver me seguindo ainda aproveite para fazê-lo ok?

http://twitter.com/marcelogtr

Espero que gostem.

Bate Papo 11

Com minha aluna Yasmine de 14 anos.

Eu: Que dia é seu aniversário?

Ela: 11 de outubro

Eu: Que signo você é?

Ela: Libra.

Eu: Que legal. Tenho uma grande amiga que é libriana. Dizem que os librianos são indecisos, ponderam muito né? Você é assim?

Ela: Hum... não sei. às vezes sim, às vezes não... depende...

Rs... tá dada a resposta né?

1 de setembro de 2009

Cool Things 34 II

Fiz ontem a última aula do curso de vinhos que disse ter iniciado em outro post. Gostei bastante. Dá uma boa noção para quem aprecia a bebida e precisa ao menos dos conhecimentos básicos para comprar, servir ou tomar um vinho com certa propriedade. O principal problema é que, como em tudo na vida, o seu nível de exigência acaba mudando um pouco depois de novas referências e a gente acaba descobrindo que aquele vinhozinho que julgávamos honesto e com um bom custo/benefício (aprendi ontem que o "certo" neste caso é custo/qualidade, mas acho que continuarei falando custo/beneficio por causa do trocadilho com ** do Benedido....rs) não é tão honesto assim.

Agora, assim que der, vamos para o curso avançado. Ah... e para o Chile também... rs

Abraços!

29 de agosto de 2009

Guitarosofia 3

A série Guitarosofia, conforme divulgado anteriormente, terá uma aula postada por semana no Youtube. A postagem será feita sempre à cada sexta feira.

Apesar da correria que relatarei em um próximo post, consegui manter o cronograma. Então espero que gostem.

Abraços!


24 de agosto de 2009

Mais Entrevista

Ontem de madrugada recebi um email do meu parceiro Gustavo Vasconcelos pedindo que eu respondesse a uma série de perguntas para uma entrevista. O fiz ontem de madrugada ainda, sem saber que hoje mesmo as respostas já estariam sendo divulgadas.

O nome da coluna é "Eu falei o que eu disse" e a entrevista encontra-se postada abaixo. (Clique para ler no formato original)


1) Qual sua primeira lembrança musical?

Cresci em um ambiente musical, apesar de ser o primeiro músico da minha família. Sempre ouviam em casa muita MPB como Elis, Djavan, Caetano, Gilberto Gil entre outros, acho que isso formou a minha referencia, um modelo a partir do qual qualquer outra música que fosse ouvida por mim seria, consciente ou inconscientemente comparado a essa base. Depois acabei sendo bastante influenciado pela explosão do rock Brasil. Na época em que bandas como Legião, Capital, RPM e outras surgiram houve uma epidemia de bandas de rock na cidade, e eu como pré adolescente não poderia ficar de fora. Mas a grande porrada na cabeça veio mesmo com o Rock in Rio I. Eu já tinha uma guitarra, mas era como um brinquedo pra mim. Tocava de vez em quando, sem muita pretensão. O festival foi coberto pela Globo e lembro que fiquei assustado com tudo aquilo. Era um mundo muito eletrizante e lembro claramente ainda hoje da imagem do Angus Young ou do David Coverdale no palco. Naquele momento foi plantada uma semente em minha cabeça e pouco tempo depois, ainda por volta dos 15 ou 16 anos tive a certeza do que eu queria para a minha vida.


2) Seu primeiro trabalho no negócio da música?

Depende do que você chama de trabalho. Comecei cedo. Com 16 pra 17 anos já tocava na noite e antes disso me apresentava em festivais de escolas e festas de amigos. Mas ou menos na mesma época comecei a dar aulas particulares de violão e guitarra e com o tempo ingressei como professor em duas das maiores escolas de música da época. Acho que posso chamar de primeiro trabalho com a música tanto as aulas particulares quanto as noites no restaurante do Pontão. Eu costumava tocar lá se não me engano aos sábados com a Kátia Monteiro e foi uma grande escola pra mim ter essa oportunidade tão cedo.


3) Quando e como aconteceu sua primeira grande aparição no mercado?

Isso também é relativo... Acho que foi com o lançamento do primeiro CD da banda Khallice, que foi lançado inicialmente independente mas que depois foi re-lançado no Brasil pela paulista Hellion Records e em seguida no mundo pelo estadosunidense Magna Carta.


4) O ponto alto da sua carreira?

Graças a Deus, encontro-me nele agora.

5) Maior desapontamento?

Não consigo lembrar de nenhum. Guardos as conquistas e as coisas boas. Dos desapontamentos e frustrações ficam só a experiência e o aprendizado. Os fatos em si são deletados


6) Qual é o momento do cenário musical brasileiro?

Acredito que muito parecido com o do resto do mundo. Um momento de transição onde ninguém pode dizer com certeza o que vai acontecer.


7) Se pudesse mudar qualquer coisa na indústria musical brasileira, o que seria?

Proibiria o famigerado jabá. Acho engraçado porque, pelo que me parece, não é algo tão complicado de se fazer. Todos sabem da existência, todos dizem que algo deveria ser feito à respeito mas ninguém com o poder necessário põe a mão na massa. Há muitos anos a coisa se inverteu e o problema é que o grande público não para pra questionar nada. Eles acham que um artista está na TV ou no rádio porque ele é bom, tem talento, musicalidade, carisma ou seja o que for. Na verdade a razão de qualquer artista ter este tipo de espaço é quase que totalmente financeira ou política. Aí vira um ciclo vicioso, pois as referências da maioria das pessoas passam a ser aquelas que estão na mídia, pois não têm acesso a nada diferente. Então fica mais fácil ainda empurrar goela abaixo dos consumidores QUALQUER coisa, já que os mesmo não possuem as ferramentas necessárias para poder, de fato, escolher o que ouvir e comprar.


11) Em termos de mercado: pode levantar algum diferencial que Brasilia tenha em relação a outro estados?

Apesar de estar longe do ideal Brasília não é nem de longe ruim. Tenho viajado o Brasil inteiro tocando e as reclamações são gerais.Mesmo quando se fala de São Paulo ou Rio de Janeiro. Brasília sempre foi uma cidade muito musical e isso ficou claro com o tempo em termos de número e qualidade de produção. Acho que o céu único e ocenário altamente arborizado, com muito verde servem como grande inspiração. Além disso, até a década de 80 a cidade não tinha muitas opções pra diversão, acho que montar uma banda acabou sendo uma saída para muitos que viveram este momento.

12) Um conselho sobre música em Brasília, para um jovem artista de fora?

Seria o mesmo que para um jovem músico de qualquer outro lugar. Viver de música já não é fácil, pior num país onde nem o básico como educação e saúde se tem. Seja profissional e se valorize. Música é, além de uma grande diversão, um trabalho, trate-a como tal.

13) Se pudesse jantar com três artistas (do passado ou presente), quem seriam?

Jimi Hendrix, Bach e Miles Davis. (Imagina o naipe do jantar...) Só não dá pra saber o que iria tocar no som ambiente...rs


14) Qual é “A” pergunta que sempre quis fazer (para qualquer um dos três)?

Difícil escolher uma pergunta. Acho que ia ficar ali caladinho, ouvindo os três falarem e tentando entender um pouco do mundo desses três gênios revolucionários.


15) Em sua opinião, houve algum artista específico que foi o grande propulsor da música brasileira no mundo?

Acho que seria injusto falar de apenas um. E depende também se você está falando do estilo MPB/Bossa Nova ou de música feita no por brasileiros. De Carmem Miranda a Ivan Lins, passando por Tom Jobin, Villa-Lobos. Sepultura, Angra, Hermeto Pascoal dentre muitos outros. Lembro-me de ficar muito feliz ao ir pela primeira vez ao tradicional Blue Note, em Nova Iorque, assistir a um show do Chic Corea. Antes do show começar estávamos olhando alguns cartazes de shows passados que estavam enquadrados nas paredes e dentre dezenas de grande nomes da música mundial de todos os tempos estava ali o do Ivan Lins. Senti muito orgulho naquele momento.


16) Como ponto de referência na música brasileira hoje, o que nós deveríamos estar ouvindo?

Tem muita coisa boa sendo produzida em todos os estilos, apesar da maioria não ter o espaço que eu julgaria justo na grande mídia.

17) Qual seu próximo grande desafio?

Estou com alguns projetos em andamentos. Dentre eles o GUITAROSOFIA que é uma sério de video aulas de guitarra que estão sendo postadas semanalmente no Youtube. Nelas abordo técnicas de guitarra, composição, improvisação e muito mais. É um grande bate papo despretensioso sobre música. As duas primeiras aulas já estão disponíveis e podem ser conferidas aqui: www.youtube.com/marcelogtr
O projeto é bem maior que isso, mas esta é a primeira fase. Depois que 20 primeiras aulas estiverem disponíveis no Youtube poderão ser compradas pelo meu site ou do GTR em DVD, só que desta vez com as transcrições em partitura e tablatura, além de 10 aulas inéditas que não irão para o Youtube.

18) Seu álbum favorito (CD ou Vinil) de todos os tempos?

Vocês e essa mania chata de querer que escolhamos só um de cada.... Rs. Depende do dia, do meu humor, da minha vibe. Gosto muito do Revolver dos Beatles, é o que me vem à cabeça agora. Mas confesso que nunca parei pra pensar em um único álbum favorito e me dá uma puta angústia só de pensar em ter que escolher um. Rs...

Marcelo Barbosa
www.marcelobarbosa.com.br

18 de agosto de 2009

Shows do Khallice

17 de agosto de 2009

Cool Things 34

Agora vai!

Gosto muito de colocar em prática planos, idéias e projetos que nascem em minha cabeça. É claro que para um terreno fértil como é minha imaginação uma vida seria muito pouco pra fazer tudo o que tenho vontade. De qualquer forma fico muito feliz quando concretizo algo que há muito queria fazer.

Quem me conhece sabe do meu interesse por vinhos e há algum tempo venho experimentando diferentes uvas, marcas e tipos deste néctar divino. Comprei/ganhei alguns livros sobre o assunto e depois de lê-los fiquei ainda mais empolgado pra saber mais sobre esta que é sem dúvida, uma bebida que tem MUITA história pra contar.

Pois bem, há um bom tempo tenho pensado em matricular em um curso de vinhos para iniciantes e nunca dava certo. Sempre uma tour no meio do curso, um horário que não bate com o meu ou qualquer outro percalço aparecia para me impedir. A notícia boa é que há uns 20 dias fiz minha matrícula e hoje eu acabo de chegar da minha segunda aula. É um curso pra iniciantes, é claro, mas tem sido muito gostoso e divertido. Quem quiser informações sobre o curso é só clicar aqui.

Se tudo der certo, na sequencia deste farei o avançado. Agora se tudo der errado, é porque tudo deu certo em outro campo da minha vida. (Captaram ? rs) Neste caso, deixo pra depois felizão...

Abraços!

15 de agosto de 2009

Entrevista para o hardblast.com

Nova entrevista, desta vez para site Hard Blast. Espero que gostem...

14 de agosto de 2009

GUITAROSOFIA

Fala galera! Em primeira mão pra vcs aque frequentam o blog heim!

(Atenção para "O pulo do gato"... rs)

Abraços e espero que gostem!



Marcelo Barbosa lança série de aulas no Youtube


Marcelo Barbosa acaba de disponibilizar no Youtube os primeiros videos da série GUITAROSOFIA. Tal série é composta de pequenos videos, onde o guitarrista através de um bate papo informal, aborda diversos aspectos da guitarra, teoria musical, composição, improvisação e afins. O material tem qualidade profissional e é uma produção do GTR Intituto de Guitarra com o apoio das marcas Tagima, Elixir, Orange, NIG, IBOX e Santo Angelo.

"Tenho um grande amor e interesse pelo ensino da música, mais especificamente da guitarra e esta é uma das formas que encontrei para ajudar os interessados em aprender um pouco mais sobre o mundo das seis cordas. É uma prazer poder dividir um pouco mais do que aprendi e pesquisei em mais de vinte anos dedicados a este instrumento." Afirma o músico.

Os videos estão disponíveis nos canais do Youtube do guitarrista e também do GTR. Inscreva-se nos canais e receba avisos sobres as futuras postagens.

www.youtube.com/marcelogtr
www.youtube.com/institutogtr

Marcelo Barbosa é guitarrista das bandas Almah e khallice e diretor do GTR Instituto de Guitarra.

Maiores informações:

www.marcelobarbosa.com.br
www.gtr.com.br





9 de agosto de 2009

Zero10 na TV Band

Amanhã, dia 10 de agosto, a banda Zero10 (da qual faço parte), estará fazendo uma entrevista na TV Band no quadro "Quase Famosos". O horário que nos passaram foi o de meio dia e acredito que deva ir ao ar no final do jornal deste horário.

Metade da matéria foi filmada hoje às nove da manhã no Parque da Cidade aqui de Brasília. Como tocamos ontem até de madrugada e depois disso ainda tem o tempo do sanduiche e do bate-papo dormi menos de três horas de ontem pra hoje. Imaginem o quão sequelados todos estávamos, rs...

Acho que o programa só vai ao ar na programação local, portanto, quem morar por aqui e quiser conferir tá aí a informação.

Abraços!

5 de agosto de 2009

Bate e volta 2


Foto com a fofa da Paulinha que sempre que possível, viaja de BH para comparecer aos shows além de cuidar do Fan Club oficial da banda no Brasil! Obrigado por tudo! ;) (Manifesto, 31/07)

Como alguns sabem, neste final de semana, após um hiato de alguns meses sem tocar, fizemos dois shows, um em SP capital e o outro em Ourinhos, interior paulista. Como de costume, vou contar aqui para os interessados a minha saga de fim de semana.

Apesar do primeiro show ser na sexta, dia 31 de julho, combinamos de chegar em SP um dia antes, na quinta, para realizarmos um ensaio ao menos depois de tanto tempo sem tocar juntos músicas tão difíceis. O Felipe só chegaria na sexta , mas mesmo assim valia a pena fazer um ensaiozinho, mesmo com a formação da banda incompleta.

Saí de Brasília no voo das 16 horas do dia 30 e pousei em SP aproximadamente 17:40. Aproveitei o vôo pra começar a ler o best-seller A Cabana, que começou bem mas na minha opinião, começou a desandar ainda antes da metade. (Não sei se terei paciência pra terminar.) Chegando ao destino, meus comparsas Edu, Paulo e Moreira já me esperavam no aeroporto para de lá seguirmos para o estudio de ensaio, onde ensaiaríamos das 20 às 23 horas. Como era "cedo" comemos uma pizza no aeroporto mesmo, pra não ter que ficar até as onze da noite sem comer nada. Sempre me surpreendo quando estou em São Paulo e o Edu olha o relógio e se diz preocupado por não saber se dá tempo de chegar, mesmo tendo uma hora e meia ou duas de prazo. Foi o que aconteceu mais ou menos 18:30 e entramos no carro, cheios de malas e equipamentos. Pra tornar tudo mais emocionante o Edu havia esquecido de tirar a cadeirinha de bebê do carro e por isso quase não coubemos no mesmo. Claro que pegamos um puta trânsito e chegamos no estúdio pouco depois das 20 horas.

O ensaio transcorreu super bem, e apesar do grande tempo sem tocar juntos a execução nos soou bem melhor do que esperávamos. Acho que a quantidade de shows que fizemos antes da pausa ajudou a deixar tudo meio que em baixo dos dedos. De lá fomos para o hotel, deixar malas e equipamentos e em seguida jantar. Comemos mais uma vez no Sujinho, tradicional restaurante paulista com várias filiais espalhadas pela cidade. Em meio a muita comida e muita conversa o tempo passou que não sentimos e acabamos dormindo depois das duas da manhã.

No dia seguinte, após uma volta e um almoço na Paulista fomos para o hotel descansar um pouco até às 6 da tarde, hora que ficou marcada para irmos ao Manifesto passar o som. Sempre me chateia saber que não voltaremos ao hotel e ficaremos direto da passagem de som para o show, ainda mais quando o show está previsto para as duas da manhã, como era o caso. Claro que a passagem de som começou quase às 8h (o dia que uma passagem de som ocorrer no horário, teremos o Papai Noel na mesa de som, o Saci de roadie e o Cuca como iluminadora.) Ainda bem que foi rápido e perto das nove já estávamos liberados. Bom, tínhamos até as duas da manhã agora... jantar era uma boa idéia. Os paulistas disseram que havia um bom shopping ali perto e pra lá fomos. Fiquei com vontade de pegar um cinema entra o jantar e o início do show, mas os horários não bateram e voltamos então para o Manifesto, mas não em antes de passar com o Felipe pra tomar um café.

O show começou depois das duas e foi muito bom. Casa lotada, público fiel e empolgado. Não poderia ser melhor. É muito gostoso olhar para o público e reconhecer alguns rostos de pessoas que frequantam os shows da banda desde o começo e alguns que até se tornaram amigos durante todo este processo. Acho que essa é uma das melhores partes além de tocar com amigos. Conhecer pessoas bacanas, formar novas amizades, conhecer novos lugares... Após o show, que terminou quase as 4, ficamos pelo bar, atendendo aos fãs, tirando fotos, autografando cds e papeando com alguns amigos. Voltamos para o hotel quase seis da manhã e mesmo com a insistência do Paulo e do Moreira de irmos comer algo preferi ir sozinho para o hotel dormir quarenta minutos a mais, já que sabia que às 8 da manhã a Vera, nossa produtora, nos buscaria para irmos para Ourinhos.

Não deu outra, mal encostei a cabeça no travesseiro e já tava na hora de descer com as coisas. Do hotel pra casa do Edu, onde tomamos um café e de lá para o ponto de encontro com a galera do Rafael Bittencourt, já que o show de Ourinhos seria com as duas bandas. Conseguimos sair de SP pouco depois das onze, creio eu, e com pouco tempo de estrada eu já estava cochilando. Estávamos em um micro ônibus e toda hora eu acordava, porque não é fácil acomodar um cara com 1,87 metros numa cadeira daquelas.

Chegamos a Ourinhos quase seis da tarde. Passagem e som marcada pras seis rs... Ok, felizmente, a galera do Bitencourt Project iria antes pra montar o equipo. Passagem de som entre oito e nove e jantar em um restaurante de comida argentina ao lado do local do show. Comida honesta e ambiente agradável. Voltamos para o hotel perto das onze. Bate papo, banho, cama com livro e o telefone toca. Show time!

O lugar do show não estava muito cheio. O contratante nos explicou que havia muita gente com medo de aglomerações por causa da gripe suína e que ele havia ouvido de muitas pessoas que não iriam por esse motivo. Apesar disso, o publico presente curtiu demais o show. Muito legal sentir a vibe da galera a cada música. Eu gostaria de ter assistido o show do Rafael, mas infelizmente o cansaço da noite anterior não me permitiu chegar ao local antes da hora de subirmos no palco.

Terminando o show, fotos, autógrafos, bate papo, esperamos os roadies guardarem tudo e chegamos no hotel depois das cinco da manhã, com a saída para SP marcada para as 6h. Que beleza.... meu vôo para Brasília era meio dia e quarenta então eu teria que estar em Guarulhos uma hora antes. Depois de entrar no ônibus todos nós apagamos e apesar de volta e meia eu acordar a viagem passou rápido. Chegamos no primeiro ponto de parada em SP quase onze da manhã e o Rafael gentilmente me ofereceu uma carona até o aeroporto de Guarulhos que era do outro lado da cidade. Durante o trajeto uma conversa muito boa sobre música, carreira, mercado, composição e afins. Embarquei no horário previsto, apenas com um pequeno atraso e ao chegar em Brasília, às 2h30, me veio a sensação de que tudo aquilo não havia acontecido e que eu ainda estava no aeroporto pegando o avião de ida... rs Muito estranho.

Obrigado a todos que compareceram aos shows e nos apoiam nesta jornada. Espero em breve poder divulgar novidades muito boas que estão se formalizando.

Abraços!

4 de agosto de 2009

:)

24 de julho de 2009

Entrevista com Marcelo Barbosa feita por fãs da França e Japão

Há algum tempo respondi uma entrevista para os sites do Almah na França e no Japão. Meu inglês é bem básico, portanto, perdoem quaisquer eventuais erros ok?

Almah France(France): Hi Marcelo! Could you introduce yourself for the French and Japanese public, please?
Hi everyone, I’m Marcelo Barbosa, Almah’s guitar player and it’s a pleasure for me to answer these questions for you guys.

Almah France (France): When did you start to learn to play the guitars?
It’s not easy to precise, that’s a lot of time from there. LOL... I was thirteen years old I think. It was 1988/1989, I guess and I was deeply influenced by the first Rock’n’Rio festival and by some Brazilian rock bands that started to have huge success at that time here in Brazil.

Almah France (France): Could you tell more about GTR? Why did you create it and when? Could you introduce GTR for French and Japanese people, please?
OK, GTR is my musical school. I created it about twelve years ago and it was quite natural for me. At that time I used to teach guitar at other music schools. There wasn’t any musical school here, in Brasilia really specialized in the guitar. It was a dream for me to have my own guitar school, with a good method, great teachers and modern equipment. I started with one room and one guitar, the thing grow up and now we have more than twenty teachers and more than five hundreds students. We teach the guitar, bass, acoustic guitar and we have vocal classes too. Nowadays GTR is a franshise and we have two and soon we will have three schools in Brasília.

Almah France (France): What did you learn with Almah (in studio, on stage)?
I try to learn from everything. It’s quite a mania or an obsession. Keeping this in mind I think I’m always learning a lot and it isn’t different in Almah. When I joined the band I already had some studio and stage experience, so I didn’t have a lot of news concerning this matter. I think I learned a lot about musical businness, about relationships, some different points of view concerning music… In the studio I have learned that there are a lot of different ways to get the same result...

Lupi Blue (France): What kind of strings do you use?
I’m an Elixir endorsee. I use Elixir 0,10 gauge. It has more sound than 0,09 but it doesn’t hurt my finger tips like the 0,11. So this is an interesting point between a better tone and my fingers health... LOL

Frogfingers (France): Have you got a particular training before starting to play the guitar?
Not a specific one. I do like to play some guitar before get on stage but nothing special. Anything that makes my firgers to get up. Normally I play some cromatisms that I consider to be good, because it exercise every left hand finger equally. I keep changing the exercises from time to time because if I don’t do that, I get bored.

Frogfingers (France): When did you start to feel free with your instrument, with a good musical vocabulary? (How many years after beginning your practice?)
It’s a good question. I have never thought about that... Almost from the beginning I have felt connected to the guitar players extremely good like Steve Vai, Malmsteen and Joe Satriani. So, it took some time to feel free playing this kind of music. I think maybe something about five or six years. On the other hand, I’ve always felt free when I play the guitar and this is why I had no doubt about being a musician and working by 100% with the music.

Shred 666 (France): What are your main influences and your favourite bands or musicians?
It changes from time to time. I do like pop and rock music like Steve Wonder, Michael Jackson, Muse among many others. Among the rock/metal stuff I like more Pantera, Metalllica, Dream Theater, Symphony X, Rush... It’s too difficult to choose something to put on a list. About musicians, starting with some guitar players and then going to other instruments I would mention such names like Greg Howe, Richie Kotzen, Allan Holdsworth, Michel Camilo, Miles Davis... AAAAAAHHHHHHHH I feel this is so unfair to many other great musicians... I can’t keep doing this. LOL

Metallaw (France): Hi Marcelo ! I’d like to know what do you think about guitar schools like Berklee? Do you think it’s the only way to learn to play? How did you learn to play? In a musical school?
I believe good schools of any subject are really helpful. But I’m sure, it’s not the only way to learn how to play. We know many great musicians who have never been at some musical school. This is only one of many ways to learn how to play. I think, the knowledge is a bless and if you have how to get it with a good teacher it is really good. I had guitar and music classes in many schools and teachers. Learn is a passion for me and I’m just waiting for some free time to start again studying about Jazz, improvisation and Harmony.

Metallaw (France): Do you listen a lot of music? What do you listen to besides metal?
Yeah, I listen to a lot of music. I can say that metal is maybe only 25 or 30% of what I listen. Besides metal I’m listening to Joshua Redman, an incredible saxophonist of smooth jazz, NuJazz or whatever. I normally run at the park and right when I do that I’m listening to the last Guns’n’Roses album (ok, you can bit me, I loved it...), some Muse songs and the last Metallica album... My Ipod is almost a JukeBox ...

Pimousse (France): Hi Marcelo! I’d like to know if you have hobbies besides music?
Yes, I have. I do love to read good books and to see a good movie. I have a lot of DVDs and books here and if I could I would see one movie each day. Recently I’m addicted to a TV seriees called Criminal Minds. It’s great! It’s about serial killers and I have good time with it. Besides that I practice Taekwondo since I’m a teenager and I love it.

Pimousse (France): Will you record a solo album in the future? It will be so great
This is in my plans for this year. I’m working at the songs and I think before the end of this year you can be surprised with a good news about it. It depends on how much Almah will be on the road this year.

Symphony (France): Hi Marcelo! Could you tell us about your musical equipment? Amp, guitar, etc ... What do you use exactly?
Hum... I have a lot of equipment and what I use on stage or in a studio depends on which tone I want. I have a signature guitar made for Tagima to me, the MB-1 model. There are my main guitars but I have a lot of others like PRS 513, Fender Strato, fender Telecaster, Nzaganin, Ibanez among others... I have some amplifiers too like MesBoogie Dual Rectfier and Mark IV, Orange, Line 6... On stage with Almah, because I need to be practical I use a PodX3 Live with some NIG Pedals in its loop. Normaly I ask for a Marshall JCM 900 with a 4X12, and bring two guitars MB-1 with me, one tuned in Eb and the other one in Eb with the botton in Db.

18 de julho de 2009

ALMAH: Marcelo Barbosa é o mais novo endorse da Orange

MUITA coisa acontecendo galera!!!! Não consigo manter isso aqui atualizado! Mas vamos que vamos!


O guitarrista da banda Almah, Marcelo Barbosa, acabou de fechar um contrato de endorse com a marca britâmica de amplificadores Orange. A marca é conhecida como uma das melhores do mundo e possui em seu time nomes como Tony Iommi (Black Sabbath), Gary Moore, AC/DC, Iced Earth, Jimmy Page (Led Zeppelin), Slipknot, dentre outros.


Marcelo Barbosa também faz parte do cast das marcas de guitarra Tagima, cabos Santo Angelo,
pedais NIG, cordas Elixir e correias e acessórios IBOX.

15 de julho de 2009

VT GTR

Neste mês começa a ser veiculado um VT do GTR na programação local de duas grandes emissoras.

Tô muito feliz com o resultado e não poderia deixar de agradecer a ajuda de grandes amigos seja com idéias, concepções ou talento para finalizar o VT.

Valeu Serj (sempre cheio de idéias bacanas), Edu Falaschi, David, Jorge e Vania! Sempre bom contar com gente talentosa, experiente e inteligente!!! ;)

Espero que gostem!

12 de julho de 2009

Almah no Programa Mulheres

SP aí vou eu de novo...

A banda Almah comemorará o Dia Mundial do Rock se apresentando, nesta segunda feira, 13/07, no Programa Mulheres, da Tv Gazeta. O programa fará uma matéria especial para celebrar esta data tão importante para todos os roqueiros, e o Almah apresentará músicas de seus dois albuns em formato acústico.

A participação do Almah no programa "Mulheres" será por volta das 15:30hs.



Atenção, não confundam "programa Mulheres" com "mulheres de programa". São duas coisas muito diferentes ok? Rs...

Abraços a todos!

8 de julho de 2009

Nice!

7 de julho de 2009

Trilha Sonora

Just can't have enough...

O video, obviamente não é da banda. Mas a música é demais e sem dúvida uma banda maravilhosa como o Jellyfish mereceria mais atenção.

Queen + Supertramp + Beatles + Muito, mas muito bom gosto e criatividade.


6 de julho de 2009

Bate Papo 10

Moreno com 4 anos.

Vó: Moreno, vem aqui ver uma coisa.

Moreno: Agora não posso. Tô trabalhando.

Ela se aproxima e vê o neto em meio a seus brinquedos, obviamente, brincando.

Vó: Que trabalhando o que Moreno? Você tá é brincando!

Moreno: É, mas este é o meu trabalho...


E quem não queria um emprego desses?

1 de julho de 2009

Letras 35

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía."

(Luís Vaz de Camões)

29 de junho de 2009

Shows do Khallice em Brasília e Goiânia

Fala galera, pra quem anda com saudades de ouvir a banda ao vivo acabamos de confirmar duas datas.

26 de agosto, quarta, no UK Brasil, 411 Sul em Brasília
27 de agosto, quinta, no Bolshoi, Goiânia.


A galera de goiânia está sempre perguntando quando eu vou tocar opor lá, seja com o Khallice ou com o Almah. Pronto! Tá marcado. Agora é a vez de vocês fazerem a parte de vocês e apaarecerem...

O show terá o formato dividido em duas partes: Tocaremos uma hora de músicas autorais, registradas em nossos CDs e o Images and Words inteiro mais uma vez.

Teremos ainda algumas surpresas que só serão divulgadas na hora mas será um show imperdível para qualquer fã de prog,

Em breve estaremos postando um serviço completo com todas as informações de ambos eventos mas por enquanto, ajudem-nos a divulga-los ok?

Grande abraço e nos vemos lá!

26 de junho de 2009

Interessante...

Lisa Presley sobre a morte de Michael Jackson

E uma estrela se apaga... (R.I.P. MJ)



Sempre fui um grande fã do Michael. Apesar de sua personalidade controversa uma coisa é inegável: seu inigualável talento. Sem dúvida um dos seres humanos mais talentosos e geniais que já pisaram neste planeta.

Vai-se o homem, fica a obra. Fica também o pesar de eu não ter assistido uma apresentação sua ao vivo. (Quem sabe poderia ter sido nesta tour de despedida que não aconteceu.) Fica a lembrança minha com meus amigos, ainda crianças, tentando fazer o moon walk ou ainda, anos depois, tentando tocar o solo de Beat it. Fica a inspiração, a história de vida, apesar de todos os tropeços.

A verdade é que Michael chegou a este mundo e com seu talento o transformou. Mudou o conceito de música pop, de show business, do clip musical, desenvolveu uma forma única de dançar e muitas outras coisas. Resumidamente: não veio à passeio e fez a diferença. E que diferença!

Parabéns pelo que você viveu e pelo que você deixou.

Bom descanso e boa viagem, quem sabe um dia a gente ainda faz um som juntos... ;)
 
Free counter and web stats