8 de março de 2010

GNR

Bom, infelizmente para o meu blog, eu não sou o tipo de cara que sai filmando e fotografando muito. Nem mesmo momentos como esses, o que é basicamente um erro. Mas normalmente fico tão absorto em pensamentos, que esqueço de fotografar... Desta vez consegui fazer algumas.

 
Na sexta o equipamento já estava sendo montado.


Como disse no post de sexta, a confirmação do show de abertura do Guns só veio na sexta à tarde. Apesar do primeiro contato da produção comigo ter sido há mais de duas semanas eu não havia mais ouvido falar do show e devido a isso,  já estava certo de que não iria acontecer. Na verdade, eu nem havia comentado com ninguém da banda sobre isso, como era apenas uma possibilidade, não queria criar expectativas em vão. Por este motivo, quando liguei para avisar do show, todos ficaram relutantes em acreditar. Achavam que eu estava brincando, até por causa da forma como eu avisei. Foi algo do tipo:

- Oi Michel. Você vai no show do Guns domingo?
- Pô... acho que não.
- Agora você vai ter que ir, porque nós faremos a abertura.

 Rs...

Fazendo um parêntese, há uns anos eu conheci o Ron Thal, guitarrista atual do Guns, na Namm Show em Los Angeles. Foi um papo rápido e ele ainda não havia entrado na banda. Quando soube da vinda do Guns mandei um email para ele, tentando marcar um workshop ou algo parecido no GTR. Como pensei, não obtive resposta até domingo passado, onde ele respondeu que era impossível conciliar qualquer evento com a agenda do Guns, que é super louca, corrida e muda toda hora. Respondi novamente agradecendo pelo email e ficamos de marcar algo quando o Guns não estivesse em tour. Na sexta quando o nosso show foi confirmado, mandei mais um email contando a novidade e dizendo pra ele o horário da nossa passagem de som. Marcamos de nos encontrar lá.

 Eu e Ron "Bumblefoot" Thal na Namm de 2006 (California), antes dele ter entrado para o Guns
.

 Ron, eu e MB-1, na passagem de som do Khallice.


Como o Khallice não tem mantido uma agenda de shows constante a primeira dificuldade era conseguir ensaiar ao menos duas vezes antes do show. Marcamos sábado e domingo em meu estudio e tive mais uma vez um final de semana mega punk. Show sexta e sábado com a Zero10 até de madrugada e ensaio no sábado à tarde e domingo ao meio dia.

Chegamos no ginásio às 15 horas e depois de fazer o credenciamento da equipe técnica e receber as instruções dos produtores ficamos assistindo a passagem de som da banda do Sebasthian até a 16 e alguma coisa, quando começamos a montagem do nosso backline. Adoro tocar em shows grandes em Brasília, pois isso permite que eu leve todo o equipamento que eu quiser/precisar. Quem não gosta tanto assim é o Bruno, meu roadie, que tem que carregar as duas caixas 4 X 12 e a cabeça do Orange, que não são nada leves.

Tudo correu perfeitamente bem. Passamos o som com calma e tranquilidade e a banda estava soando muito bem no palco. Claro que para o publico, havia uma limitação imposta por eles, bem comum em shows de abertura de bandas grandes. Nosso som não poderia passar de 104 dbs de volume. Eles fazem isso basicamente pra garantir algum impacto sonoro na entrada da banda principal. Sempre achei isso uma idiotice, mas enfim...

Ah! Um detalhe interessante é o seguinte: ontem foi dia 7 de março e EXATAMENTE há dois anos, no dia 7 de março de 2008, nós estávamos no Rio de Janeiro, abrindo o show do Dream Theater. Qual a possibilidade de cair exatamente no mesmo dia? Uma em trezentos e sessenta e cinco... rs

Ok, fiquei depois da passagem de som papeando com o Ron. Apresentei o Neto pra ele e ficamos conversando por algumas horas. Ele me mostrou o seu equipamento e a famigerada guitarra double neck, com um braço fretless e outro normal da Vigier. Sujeito super bacana. Conversamos rapidamente com os guitarristas do Sebastian, todos muito legais.

Ron, sem rosto, me mostrando a double neck.

Nosso show estava marcado pras 20:00 horas mas foi mudado pra 20:30. Tocamos 30 minutos pra mais de vinte mil pessoas e, como de costume, fomos muito bem recebidos pelo público. Assim que o nosso show terminou o Ron me aguardava ao lado direito do palco e depois de nos cumprimentar, me convidou pra assistir o show do Sebasthian do palco. Bom... pq não?  Puta show bacana!

 Backstage.

Quanto ao show do Guns, apesar do rotineiro atraso foi simplesmente um dos melhores shows que já assisti. Um verdadeiro espetáculo de som, luz, pirotecnia e video. Impressionante mesmo.



Como o nosso camarim era ao lado do do Sebasthian, no final do show ficamos um pouco com eles conversando e bebendo. Aquele cara é uma das maiores figuras que fá conheci. O cara é muito divertido... uma figura mesmo.

 Foi bom pra você? Rs

Cheguei em casa quase 4 da manhã, super cansado, mas também realizado. Foi um domingo bem especial. Obrigado à todos que de lá ou de onde estivesse mandaram seus pensamentos positivos e sua energia boa pra gente. Nos vemos em breve!

17 comentários:

Bruno Azrael Barbosa disse...

"Do you have a cigarette papers?" Huahauhauhaa

Foi um show ultra divertido sem duvida!

Até mais tarde patrão!

Varotto disse...

Carááááááii!!!! (2)

E tenho dito (de novo).

PS: Realmente o peso daquele seu cabeçote da Orange é um típico caso de ninguém-merece. Deve ter sido feito por duendes mágicos e pesa umas dez vezes mais do que parece.

PS2: Parábens a toda a rapaziada do Khallice. Vocês vão longe. (e aí? O Michel tentou se integrar ao grupo lá também?? :o))

PS3 (com blu-ray): Para quem vocês vão abrir em 7/03/2012 (antes do fim do mundo)? O céu é o limite.

Hanna Brescia disse...

Marcelo Boa tarde !!

Vc anda me surpreendendo
com a sua facilidade na escrita
e narrativa !!
Acho vc super talentoso musicalmente falando..
Mas este dom é novo para mim..
Parabéns !
Este nicho deveria ser explorado mais para deleite de seus fãs, desta forma poderiam estar mais próximos a vc em todos os sentidos.

Acho impessoal o Twitter, sou 100% Blogueira, e estou amando conhece-lo melhor através de seu BLOG.

E tenho certeza que seus fãs qdo
tiverem conhecimento de sua plenitude aqui, passaram tbém a segui-lo no BLOG..

Sucesso sempre à vc..

Hanna Brescia

Monica Fontes disse...

Eu lembro que há exatos dois anos atrás eu tava te enchendo o saco no show do Dream Theater aqui no Rio... Haha =DD

Sabia que vcs iam arrasar no Guns. O Khallice é show! E eu tbm não me conformo com essa questão do som ser mais baixo para as bandas de abertura!

Beijo! Saudade docê! :)

Suzane Lima disse...

Yuhuu! Cês sã foda mesmo! Tava pensando em talvez não ir pro show, mas agora depois dessa narrativa, decidi ir logo de uma vez. Trairia a menina de 12 anos que fui se eu não fosse...
Hei, agora o hotel que eles vão ficar lá no Rio cê perguntou né? :D

Silvia Coleto disse...

É esse tb foi um dos melhores shows que já fui. O Guns tava demaiss!!!
Parabéns pra vc e pra Khallice!! Adorei! Pena msm que o som tava baixo, mas vc já deu a explicação pro fato. E vc como sempre arrasou. bjs

Anônimo disse...

Melhor show que eu já fui. Inclusive pela abertura com o Khallice! E você, Marcelo, com certeza, não perde para nenhum dos guitarristas do Sebastian Bach e nem do Guns... Sucesso cada vez mais!

Marcelo Barbosa disse...

Obrigado pelos comentários galera!

Pois é Varotto, aquele dia era uma caixa só, imagine com duas. Pense num roadie forte! Rs

Suzana, os músicos não fazem idéia de em que hotel ficarão. Apenas levam eles pros lugares... rs

Bjos e abraços!

GuitarTech disse...

muito legal marcelo..parabens pela abertura, tenho certeza q o Khallice fez um grande show!!!

quando puder de uma conferida no meu blog

www.guitartecnical.blogspot.com

abraços

Ricardo Soares disse...

Irado Marcelo! Abrir pro Guns não e pra qualquer um não é mesmo? Parabéns a abração!

Bel disse...

Marcelo,
Como já te falei, arrasou como sempre! Parabéns! E muitooo sucesso.
Ah! Adorei o blog. Vou começar a acompanhar as notícias por aqui. Você escreve muito bem. :)
Beijos!

Lailinha disse...

Esse show foi o ingresso caro mais barato que já paguei! Sério, Sebastian Bach para mim era um sonho impossível. Já estava ultra feliz de ver o cara. Daí na véspera do show você avisa que a Khallice ia tocar também. Morri e fui pro céu, é?

Beijão

Marcelo Barbosa disse...

Obrigado pelas palavras galera!

Silvia Coleto disse...

Esse: " foi bom pra vc? rs" com ele de toalha... kkkkk...
Bricadeirinha

Marcelo Barbosa disse...

Rs... Silvia, vc não percebeu mas a brincadeirinhan na verdade foi minha, ao colocar essa frase sob essa foto. Rs... Vai entender...

Hide disse...

\,,/

Marcelão, to muito feliz por vc e pelo Khallice (sou fã de carteirinha de vcs e dos respectivos trabalhos)
Esse show com o guns foi + do q merecido!!!

Grande Abraço!

Marcelo Barbosa disse...

Obrigado pelas suas palavras Hide!
Abração!

 
Free counter and web stats